Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019

Genisson Araújo dos Santos

Sou Advogado Militante nas áreas do Direito do Trabalho e Processo do Trabalho; experiência no âmbito do direito laboral empresarial e processo de massa; membro da comissão social do trabalho da OAB/SE e da Associação de Sergipana de Advogados Trabalhista (ASSAT), associado do Escritório de Advocacia RR.Advocacia; Professor; amante de literatura clássica; cristão.

Redes Sociais:





Últimos artigos

Ver todas as colunas

Crise Estatal? Ou Completo abandono social?



Fico perplexo com a crise governamental sem precedentes instalada no palácio da alvorada, lembro-me dos ensinamentos de Rousseau no livro o contrato social ao afirmar que a mudança do homem de seu estado natural, cuja liberdade natural lhe proporciona algumas poucas vantagens limitadas pela força do indivíduo, para o estado social adquirindo a liberdade civil submetida pela vontade geral, e que em troca aufere diversos benefícios tais como: desenvolvimento de suas faculdades, alargamento de suas ideias, elevação da alma, etc.

                            

Mau negócio?!

 

Ora, caros leitores, no contexto atual é perturbador a retumbante omissão popular aos desmandos dos “abutres” políticos que infestam a nação com toda “sorte” de corrupção e leis ultrajantes que descaracterizam os direitos arduamente conquistados ao longo do tempo, qual como aconteceu com a chamada “Reforma Trabalhista”, marco do retrocesso social considerada pela maioria dos juristas que militam na seara trabalhista, da qual faço parte.

 

A soberania é a vontade geral, conforme a carta cidadã de 1988, extraímos uma verdade incontestável o poder emana do povo, infelizmente, elidida e fragmentada, quiça, esquecida frente a inúmeras “ondas” de corrupções somatizando ao ideário popular que o país não tem mais jeito.

 

O povo brasileiro é forte fazendo eclodir o que lhe é mais raro, sua capacidade de se reinventar e sair mais forte, pois de acordo com Dalmo Dallari, no livro Elementos da Teoria Geral do Estado aduz que “O Estado é um ideal possível de ser atingindo, desde que seus valores e sua organização sejam concebidos adequadamente”. Enfatizando serem necessários os seguintes elementos: Democracia estabelecida, supremacia da vontade do povo, preservação da liberdade e da igualdade.

 

Assim, mobilizando as frentes populares e as instituições democráticas deste país, rasgando com voz altiva o silêncio oprimido pelos governantes, podemos construir uma democracia que deixa de ser um ideal utópico e passar a ser uma expressão concreta de uma ordem social justa.












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.